A mensagem

Especialmente porque o Lully pediu eu não vou fazer post sobre sentimentos de personagens essa semana. Infelizmente né, porque eu ia fazer um post sobre os sentimentos atuais da Sakura, analizando com a mesma maturidade com que analizei o Sasuke, mas já que não, começo a pensar agora sobre o que vai ser esse post;

Bem… e por não saber ao certo que post fazer agora, sobre o que escrever, por ter sido pego de surpresa, passei a fuçar na net para averiguar as discussões em torno do mangá. E encontrei muita coisa, entre elas um profundo descontentamento entre vários leitores. Só digo uma coisa antes de começar a falar sobre eles: “Cuidado com o que desejam, pois pode se tornar realidade.

Essa frase carrega uma lição de Moral consigo. Podemos desejar muito alguma coisa, querer muito que algo aconteça, mas não temos plena consciência dos efeitos que a realização dessa coisa podem gerar. E esses efeitos podem ser totalmente contra tudo que nós queremos.

Bom, ainda existem muitos fãs insatisfeitos com o andamento da fase Shippuden, principalmente no que diz respeito à desejar que os outros personagens voltem a ter suas parcelas de importância na história ao invés de serem abandonados no passado. Existe um número absurdo de pessoas incontentes com a incapacidade de Sakura em matar Sasuke. Acreditam que Kishimoto finalmente daria algum papel importante à ela, mas não deu, fez ela falhar miseravelmente perante a difícil tarefa. Mas por favor, pensem em que tipo de qualidade essa história teria se no ponto atual dela a Sakura tivesse conseguido matá-lo. Será que seria mesmo tão interessante atualmente na história? Será que isso não tiraria a principal motivação dos personagens no momento? Teriam que ser construídos outros vilões, outra estrutura inimiga capaz de lidar com os poderes dos personagens principais, e ainda por cima inserindo os outros personagens que simplesmente não tiveram força o suficiente para acompanhá-los. Não irei me aprofundar muito nesse ponto.

Outro leitor, esse do orkut, resolveu fazer um post questionando a culpa das atitudes de Sasuke. Ora vejamos, será que dá pra culpar uma pessoa só? Temos:

♦Itachi, responsável por incumbir Sasuke da tarefa de purificar sua existência, sendo seu irmão mais novo aquele que iria executá-lo. E os métodos que Itachi escolheu foram os piores, no meu ponto de vista foram muito infantis, pois ele incitou no coração de uma criança o ódio, o desespero, a vingança, e toda uma gama de sentimentos negativos que, alimentados apropriadamente, tornam-se catalizadores de grande maldade. O próprio Naruto falou no último capítulo que saiu, que talvez ele tivesse seguido pelo mesmo caminho que Sasuke, se tivesse errado apenas um pequeno passo.

♦Danzou e os conselheiros, novos e antigos, com sua política de “segurança violenta”, capazes de desconfiar de tudo e de todos, gerando intrigas entre os clãs de Konoha, e por fim tomando a decisão de executar o clã Uchiha.

♦Tobi/Madara, que preencheu o coração de Sasuke daquilo que ele mais precisava, deu-lhe um novo objetivo, uma nova meta, alimentando ainda mais o ódio que já possuía.

♦Sasuke, sendo sozinho responsável por seus atos impensados, cedendo à tentação de se tornar quem se tornou, sucumbindo ao mundo obscuro que tem tamanha influência…

♦Ou será que todos tiveram uma parcela de culpa em cima disso?

Bom, o criador do post no orkut que me perdoe, se você encontrar esse post aqui no memórias de hokage já aviso desde já que quem indagou sobre essas questões foi você, não eu, então dou-lhe os devidos créditos. Agora que dei os créditos, faço uma rápida enquete, que durará um mês, para saber quem os leitores daqui acham que é culpado.

O que mais há de revolta?

Diz-se que o mangá está andando em círculos, em torno do próprio assunto, correndo atrás do próprio rabo, diz-se que os traços mudaram negativamente, e então ficaram ruins. Quanto à história, tratarei adiante, mas quanto aos traços eu discordo totalmente! Houveram, claro, mudanças drásticas nos traços do autor, como acontecem nos traços de qualquer autor de mangá. Mas eles não foram de forma alguma tão negativos como foi dito. Vejam abaixo:

.

Houve obviamente um endurecimento no traço do passado até agora, o que antes era mais orgânico ficou mais rígido. Essa característica foi observada até em Dragon Ball, para acompanhar a grande velocidade que era exigida da produção. Mas algo que é notável é que o autor também começou se seguir outro padrão de proporcionalidade, que eu não posso definir como melhor ou pior, apenas diferente. Os personagens estão mais próximos de ter feições humanas, menos cartunizados, menos exageirados, e em posições e ângulos convincentes. Vejam se Zabuza na imagem não parece ter uma testa absurdamente gigantesca.

.

No passado o autor explorava com frequência ângulos e truques de câmera excepcionais, belos, estravagantes, diferentes. O resultado saia muito bonito, impressionante, o tipo de imagem que não se encontrava muito em mangás.

Mas hoje a falta disso não faz do traço algo ruim. Os ângulos eram assim desenhados para trazer uma aura de magia, de surpreendente, o tipo de visão possivelmente da criança perante o mundo ninja em que se encontrava. Mas quando a história amadurece, muita coisa nela amadurece junto. A visão agora não é mais mágica, é real, conceitos são trabalhados, sentimentos são explorados. Portanto, a exploração de ângulos e câmeras excepcionais dá lugar à momentos e expressões faciais impressionantes também.

.

Estes são, para todos os efeitos, tão difíceis de desenhar e planejar quanto os ângulos. Criar expressões faciais convincentes o suficiente para nos sensibilizar com os personagens é demasiado difícil.

.

Essas expressões estão me impressionando cada vez mais. Cenas de choro do tipo que dá pra sentir a dor do personagem, cenas de ódio em que se percebe o quanto a fúria os toma, té a insanidade na gargalhada de Sasuke está legal. As feições dos personagens mudaram um pouco, mas não foi nada que possa ser considerado negativo.

Agora sim, entrarei com o assunto que quero abordar no post. A Mensagem. Vou falar o que eu gosto mais do mangá atualmente, mas para isso eu vou defender tudo, absolutamente tudo que o autor está fazendo até agora. Portanto, quem não quiser ler, não precisa clicar abaixo:

◊◊◊

Eu já devo ter dito umas vezes, mas o que eu mais gosto em histórias são personagens idealistas. Me lembrei agora, falei disso no post sobre o Naruto e o seu jeito ninja! (o qual, pelo que eu percebo, estava certo. xD). Acontece que os personagens idealistas geralmente trazem algo de especial quanto à história. Eles têm um valor muito maior para a própria história. Eles sempre trazem consigo uma mensagem.

Existem dois tipos primitivos de mensagem que uma história pode transmitir:

Mensagem Negativista= Essa mensagem não trás a mínima esperança, os personagens estão perdidos, presos à um destino fatal que pode ter sido causado por decisões erroneas que os próprios personagens fizeram no passado. Com isso, os personagens são condenados a sofrer, perecer, serem substituídos, tudo para servir de exemplo ao leitor, um exemplo do que não se pode fazer, pelas consequências que aquilo acarreta. Outras nem tentam mostrar esse aspecto, apenas mostram que não há escolha, pois o que é mal é mal, e o ser humano é na sua essência um ser mau, que não pode ser mudado. À essência filmes como Laranja Mecânica, O Anticristo, Cidade dos Sonhos, todos trazem  um roteiro denso, muito bem trabalhado, mas talhado em base de uma aura malígna que rodeia os universos retratados nas histórias. Qualquer manifestação positiva que possa haver é quase imediatamente coberta pelas manifestações malígnas que são, por via de regra, mais poderosas. E eu pessoalmente detesto a visão negativista por isso, ensinar por meio do medo, ou da reflexão negativista, sob meu ponto de vista não é o caminho certo.

Mensagem Positivista= As histórias com essa mensagem geralmente são tidos como infantis, e isso é porque a mensagem positivista alcança toda e qualquer história em que o bem triunfa sobre o mal, e isso abrange filmes como os da Disney, ou as comédias adolescentes de seção da tarde. São filmes clean, que geralmente não carregam nenhum tipo de mensagem que possa levar à reflexão, ao pensamento, ao olhar responsável para a nossa sociedade, nosso mundo. Mas eu não vejo dessa forma. Todas essas histórias possuem sim uma vertente controladora, feita para que os espectadores, leitores, ouvintes, etc. esqueçam os problemas do mundo e acreditem que tudo está bem. Pra bem da verdade, esse método funciona, mas não é só isso que as mensagens positivistas passam. Elas transmitem esperança, amor, amizade, um desejo de lutar pelos objetivos, pelos sonhos, a sensação de que podemos conquistar o que quisermos se formos fortes o bastante para tentar mais vezes. Essa mensagem é apagada totalmente na versão negativista.

Uma verdade sobre as duas mensagens acima, é que o mundo precisa de ambas. Quando crescemos somos influenciados por nosso meio ambiente, podendo entornar para o lado direito ou o esquerdo. Tudo que aprendemos é absorvendo o que nos cerca, e as crianças que fomos são cópias daqueles que nos cercavam. Mas quando crescemos tomamos nossas decisões por conta própria, e quatro variáveis podem acontecer.

1ª – Se pegamos o que vou chamar aqui de “caminho do bem” quando eramos crianças, podemos crescer e usar esse caminho como impulso para continuar seguindo no mesmo sentido. Esse caminho é aquilo que o nosso meio nos ensina, aquilo que nós falsamente mostramos ser quando crianças, mas podemos mudar ao crescer. Nesse primeiro caso não mudamos.

2ª – Mesmo pegando o “caminho do bem”, quando crescemos podemos usá-lo como um mecanismo capaz de nos ausentar do que é negativo para os outros, e mesmo assim pensando no que é o “bem”, o “certo”, somos capazes de fazer mal aos outros.

Notem que nas duas versões acima nós crescemos sendo “bons” e ao crescer escolhemos nosso caminho, nos tornando definitivamente bons ou maus!

3ª – Podemos pegar o caminho do mal ao sermos criados, e então crescer como “gente ruim” mesmo, estilo Zé Pequeno. Aqui se enquadram todas as pessoas que se tornaram más, em cuja culpa da maldade é posta na criação, no meio que a cercava. Porém, vale lembrar que essa também foi uma escolha, feita pela pessoa depois de crescido. Quando somos pequenos não temos mesmo escolha, e podemos nos tornar qualquer coisa que nos empõem a ser.

4ª – Mas quando somos adultos podemos fazer algo diferente. Mesmo seguindo o caminho do mal quando crianças, podemos crescer e desenvolver por conta própria um senso que nos permita perceber que nós só fomos maus porque sofremos, e só sofremos porque houve alguém, ou algo, de mal agindo sobre nós. Então ao crescer podemos tomar a decisão de sermos verdadeiramente benéficos aos outros, tomando como exemplo a péssima experiência de vida que tivemos.

◊◊◊

Enfim, há a possibilidade de tudo isso acontecer, estando nós criados sob uma influencia negativa ou positiva, portanto, não há porque colocar a culpa de alguém mau inteiramente na TV, nos video games, nos pais, na vida que essa pessoa levou. Quantas foram as pessoas que tiveram uma vida miserável nas ruas e usaram essa vida como força motriz para se tornarem exemplos na sociedade?

Ou seja, não há a mínima desculpa, quando crescemos tudo não passa de escolha nossa. Alguns dizem que nós, pobres coitados humanos, somos tão fracos e incompetentes (visão negativista) que quando criados sob uma perspectiva negativa somos presos, fadados a sermos negativos para o resto da vida, a não ser que tenhamos uma capacidade anormal para transpor obstáculos e desenvolver o intelecto e a sabedoria, saindo então vitoriosos e bons, dessa vida negra. Mas não, nós não somos fracos, não somos inocentes e não somos dependentes. Se a garota rica mata os pais não é porque o namorado pediu, é porque a maldita decidiu que queria fazer! Tudo não passa de escolha, e enquanto você não estiver preso em uma ditadura que te faz refém do sistema, algo que te imponha em cadeia se discordar, você sempre terá escolha. E mesmo na tal ditadura você terá escolhas. Nós precisamos apenas ter a ciência de que há essas escolhas à nossa disposição, e devemos escolhe-las por conta própria. Se você não escolhe, paciência, essa é uma escolha também, totalmente sua. Não culpe os outros pelos problemas que você tem. xD

◊◊◊

<trecho com spoilers de filmes> Porque estou dizendo tanta balela? Simples, a história de Naruto está sendo desenvolvida para transmitir uma mensagem positivista, e essa mensagem está carregada no personagem principal ao máximo. Esse tipo de mensagem é oculta em todo tipo de filme, e muitas vezes nem é percebida diretamente. Esses dias eu assisti o filme 2012. Como um filme de catastrofe eu creio que esse foi o mais aterrador de todos, o mais catastrófico, o mais desesperador, mas também foi o que teve mais clichês e exageiros. Eu nunca fui contra clichês, dependendo de como são trabalhados, ficam muito bem apresentados e atraentes sob meu ponto de vista. E exageiros são coisas que gosto também, senão não adoraria tanto os conceitos de dragon ball. Os próprios exageiros são carregadores da mensagem. Afinal, não tinha como sobreviver à ruína de Los Angeles, mas ainda assim pela fé, pela esperança, pela persistência, pela inteligência, pela prudência, pela sabedoria, por um pouco de cada um desses fatores, os personagens conseguiram fugir de lá. Não tinha como chegar na China à tempo, pois o avião ia perder o combustível em breve. Uma morte rápida e praticamente indolor seria voar com o avião em direção ao solo havaiano e abdicar da sua vida, mas não, os personagens continuaram voando, em direção ao mar, arriscando cair na água e ficarem perdidos em meio à um maremoto, mas arriscaram, e por conta disso conseguiram chegar ao destino, por não desistirem.

Outro exemplo de história pessimista é a do filme “O Nevoeiro”, onde o personagem principal chega ao final da viagem, sem combustível no seu automóvel. Está acompanhado de uma mulher, de seu filho e de dois idosos. O personagem tem em mãos um revólver, com quatro balas. E todos no filme decidem que não querem enfrentar os monstros que estavam espalhados pelo Nevoeiro, não queriam uma morte cruel, preferiam uma indolor e rápida. O personagem principal, então, decide usar o revólver e atirar na cabeça de todos do carro, com o consentimento deles, matando inclusive o filho (O único que não consentiu em nada, pois morreu quando estava acordando. Ainda assim o garoto havia implorado para o pai que este não deixasse os monstros o matarem. Por isso o pai preferiu dar uma morte rápida ao filho.) Resultado: Logo depois de matar todos o homem foi tomado por um impulso violento de tirar a própria vida, mas não tinha mais bala alguma no revólver, então ele sai do carro para enfrentar os monstros de frente. E quando sai percebe que os veículos militares já estavam chegando, e exterminando os monstros. Se eles esperassem mais um pouco, seriam todos salvos! Ou seja, um exemplo pessimista mostrando que a raça humana é burra, fraca, medrosa, entre tantas outras características ruins. Os personagens não carregam exemplos bons, só contra virtudes.<fim dos spoilers>

E quanto à Naruto? Sempre haverá esperança! O Personagem principal carrega consigo aquele desejo do qual eu tanto falo, o qual eu tanto repito. Tudo na história de Naruto até agora é armado para transmitir essa mensagem de amizade, de amor, etc. O amigo que passa para o lado negro da força não morrerá pelas mãos do seu amigo bondoso. Se um dia ele morrer, será trazido de volta ao lado bom pelo amigo! Este jamais desistirá, jamais deixará seu amigo na mão. O mundo funciona com um sistem a de guerras imperfeito, que só trás morte, fome, tristeza? Há uma solução, e não importa o quão difícil seja, o personagem alcançará a solução.

Enfim, é isso que eu valorizo, e é essa mensagem que ao meu ver torna a história mais interessante. Ver que tudo está estruturado, construído para transmitir uma idéia tão simples e ainda assim tão importante, é o que para mim torna a história mais adulta. E sim, somente isso já é capaz de me fazer raciocinar, refletir, pensar sobre o mundo, mas meu ponto de vista será sempre positivista sobre ele, sempre visando esse “algo bom” ao final. xD

Anúncios

~ por Alan Flamer em 06/03/2010.

28 Respostas to “A mensagem”

  1. Belissimo post.
    A parte dos traços olhando agora. Gosto mais desses. Deixa uma sensação mais “real” para mim, vide aparte de metal da bandana que ocupava a testa e um pouco da lateral da cabeça e agora só uma parte da testa. E até acho que fica um pouco menos pesado.

    Realmente esse tópico lembra daquela pergunta. “Esse copo esta meio vazio ou meio cheio?”. A primeira visão que temos na vida é a positiva e por isso a atribuimos como infantil, e a pessimista descobrimos quando uma coisa não da certo.

    Indo pelos personagens o Naruto seria de uma forma positiva e todos os outros de uma forma negativa. Não que isso torne o Naruto infantil, afinal com uma visão positiva você se estimula e se empenha mais, com a negativa você acaba não usando tudo o que pode pois “tudo vai dar em nada/errado mesmo”.

    Isso é uma coisa que esta faltando um pouco nas pessoas. Devido a tudo que acontece no mundo, primeiro vamos com uma visão pessimista, e quando acontece achamos que estariamos certos, mas acabamos determinando em grande parte isso. Tendo uma visão positiva nos empenhamos e tentamos sempre crescer, evoluir e melhorar.

    Por isso que o Naruto pode resgatar o Sasuke para luz, pode quebrar a corrente de odio, pode mudar os Hyuuga e pode ser o maior Hokage da história. Porque ve que o caminho não esta gravado na rocha, tem uma vinha que te leva por cima da rocha e para a saída. Não faz as coisas de qualquer jeito, mas do melhor jeito que pode. Se não tem uma esperança, cria uma esperança.

    Acho que é por isso que Naruto agrada tanto. Vemos todos os ponto contra que existem, mas esperamos como que o Naruto vai passar por cima. Porque no fundo todos querem que tudo de o mais certo possivel, e se a vida não é um mar de rosas, pelo menos é um mar de margaridas ou violetas xD.

  2. 3° \o/ meneiroo post

  3. Gostei bastante do coemntario alan = )

  4. a verdade é que 90% das reclamações sobre naruto, não tem um motivo realmente bom pra ser feitas,a maioria delas é sobre falta de luta (que sinceramente pra mim não faz minima diferença em uma historia) ou sobre os personagens da série clássica não aparecerem muito,mas o povo tem que entender que o kishi criou outros personagens com suas historia distintas e esses precisão mais destaque do que personagens que nós já sabemos quem são.

    outra merda é dizer que o enredo esta andando em circulos, o povo não ve que Naruto não é centrado no Naruto e seus objetivos, tem uma gama de coisas acontecendo que não envolvem o naruto e sua busca por trazer Sasuke pra vila.

  5. Pra mim a série ANDAVA em círculos quando o Naruto estava usando do pensamento infantil para trazer Sasuke d volta. Por causa disso eu já cheguei a desanimar algumas vezes. Agora, com essa nova escolha, temos a chance d ver o desfecho + magnífico.

  6. o nevoeiro? onde você viu esse filme, nunca ouvi falar 😄
    quanto aos traços eu tb não sei dizes se estão melhores ou piores
    na minha opnião o itachi não tinha nenhum mínimo motivo pra semear ódio no sasuke, será q ele realmente era tão bonzinho assim?
    leia ou assista death note, é meio negativo mesmo já que o principal sempre fala “esse mundo está podre! e quem já apodreceu junto com ele deve morrer!” mas é bem legal e você veria melhor se programas negativos são tão ruins outro anime bom mas negativo é code geass

  7. Nosssaaa… Parábens, eu adoro os POSTS deste site, porque na maioria das vezes aproximah a realidade do mangá pra nossa vida , tornando assim uma ccompreenssão mais fácil por parte dos leitores .
    Sobre NARUTO, também acredito que eh essa mensagem que autor quer transmitir , pq eh uma das únicas soluções lógicas para se resolver esse grande conflito que envolve os principais personagens de Naruto …
    Depois eu quero que vocês do MEMÓRIAS DO HOKAGE façam os post com novas informações sobre quem eh TOBI/MADARA pq eu acredito que ele tein alguma ligação com uchiha OBITO (não sei se estou, correta ou não ) …
    Continuem assim… ;D

  8. Ei Alan Flamer eu tenho uma curiosidade voce gosta de One Piece?

    • Se eu começasse a assistir eu provavelmente gostaria. Dificilmente eu não gostaria de algum animê específico. Mas eu faço uma barreira contra mim mesmo antes de começar a assistir quando eu encontro alguma característica forte que não faz muito meu estilo. Por exemplo, o fato de na história praticamente não houverem mortes. xD

      Não é ruim por isso, claro que não, é só uma característica que me mantém um tanto afastado. Acredito que se eu assistisse um episódio, ou começasse a ler o mangá, nada me impediria de gostar. u_u

      • mas você gosta de algum anime além de naruto?
        tem tantos bons: death note, bleach, full metal alchemist, fairy tail, code geass…

  9. Muito bom o post Alan 😀
    Ate fiquei a pensar um pouco sobre o que falas-te xD

    E, tb concordo com o que o Nagi disse…e…pessoalmente tb preferia que fosse um mar de orqueídeas ou girassois ;D

  10. Não quero menosprezar seus outros trbalhos… mas tenho que dizr que este é, sem a menor sombra de duvida, o seu melhor post.


    Mas tenho que discordar em alguns pontos.
    Acredito que o determinismo não seja tão fraco quanto vc demonstrou no post. Quero dizer… se somos cridos de uma forma na infancia é essa forma que normalmente nos defini para toda a vida (por isso um truma de infancia e tão… tão… fixo (não encontrei palavra melhor ¬¬’))

    Vc mesmo, em um post de titulo enorme (que eu não me lembro e estou com preguiça de procurar) mostra que a maldade não vem do nada que quando ficamos muito tempo rasteijando na podridão ela se fixa em nós.
    Veja bem, quando passamos muito tempo nas trevas nos acostumamos com el e ao tentarmos olhar para a luz ela fere nossos olhos. É claro que o mundo esta cheio de pessoas que tiveram tudo para se tornarem a maldade encarnada e ainda assim recusaram o mal e seguiram uma vida correta, mas isso é dificil.
    É um exemplo horrivel mas… um ex-presidiario, mesmo quando tenta a redenção, encontra dificulddes. É dificil mudar de vida.


    Não digo que esta errado mas acho que é só mais facil para nós comentarmos… afinal, não tivemos nossa familia assassinada por um irmão amado (ficção) como tbm não nascemos na miseria, cercados por todo tipo maus exemplos e poucas oportunidades (relidade)

    … bem, é isso que eu acho

  11. Nagi-san falou tudo qe eu tava pensando,entao nao vou postar coisas repetidas :B .
    Pra variar gostei muito do post.. o memórias/alan sempre tem algo a ensinar,ou pelo menos , a mostrar . Alan-sama, casa comigo ? *-* IAUHSJ. ok, parei. Mas ée , a gente começa a pensar mais no qe está à nossa volta(ou pelo menos eu) quando eu vejo um texto desses.
    Alaaan , voce vai fazer o texto do sentimento da Sakura ? *0*
    Se bem qe muitas coisas ja foram explicadas’ em um outro post , não tão antigo. Mesmo assim,vamos esperar loucamente por esse post. E tambem pelo capitulo de quarta-feira do mangá. 😀

  12. Yey, Niic, cuidado com a brincadeira que eu sem pensar muito acabo aceitando. u_u

    Já brincaram disso comigo. xD Meu problema maior, entra ano e sai ano e nenhuma namorada! Oo Maaas tá, tenho que ser muito positivista nesse mundo mesmo.

    Arcanjo, eu entendo bem o que vc quis dizer. Mas eu não creio totalmente nisso. Sob minha perspectiva até mesmo a sombra que rasteja demais no esgoto também está lá porque foi uma decisão sua. É escolha dessa sombra seguir por esse caminho, pois sempre há a segunda escolha. A questão é que não escolhemos a segunda escolha, quando esta significa, por exemplo, dar cabo à própria vida. O que geralmente se faz é que a escolha seguida é mais danosa ao outro do que a si mesmo. É melhor assim, para quem sofre, para quem cresce no escuro.

    No entanto, digo que há um momento indefinido ainda que independe de idade, depende somente de desenvolvimento mental da pessoa mesmo, em que se divide a vida entre antes e depois de amadurecer. Esse momento pode ser rápido, ou pode durar alguns anos, mas ele acontece. E é nesse momento em que fazemos algumas das escolhas mais severas na vida, e é nesse momento que já estamos aptos a escolher o que queremos que nos influencie. É nesse momento que os maus podem virar bons, e vice versa. Não digo que é fácil que isso aconteça, mas é possível, e quem tiver força o suficiente consegue! xD

  13. Ei…..Alan, já es casado u.u
    Esqueces-te a Cintinha xD

    Mas…alguns demoram mesmo anos a amadurecer…¬¬

  14. Correçao….”Mas…alguns demoram mesmo muitos anos a amadurecer, principalmente os rapazes…”
    Assim ta melhor ^^’

  15. Verdade a parte dos graficos fiquei com duvidas,nao sei qual e melhor a de antes ou de agora,oq sei eq Kishi poderia pega as partes positivas de cada um e uni-las.
    E sobre oq a Rita-hikari-hime disse pura verdade
    eu nem sei se um dia eu vo amadurecer RArrrrrrrrrrr 😀

  16. Adorei o post! Se bem que eu adoraria ver o post da Sakura. E quanto ao Sasuke acho que todos tem sua parcela de culpa, mas o Sasuke é o maior culpado agora, porque bastava ser um pouco inteligente para saber que matar todos de Konoha não vai fazer ele mais feliz e muito menos vai trazer o Itachi e nem o clã dele devolta…

    Bem adorei a parte que falou sobre as mensagens, porque há muitas mensagens de esperança, amizade, e as pessoas que não se aprofundam no assunto não consegue perceber isso.

    A Alan, você vai fazer o post sobre a Sakura? ^.^

  17. Post novo dos sentimentos de Sakura? Sim, vou fazer. Essa semana? Não. xD

    Não posso negar um “por favor” pedido de forma tão “implorante”> Rsss

    • Thank you, sir. ^^
      Poder respirar um pouco depois de tanta conversa sobre narusaku, naruhina, sasusaku, sasunaru (…) foi um alívio muito bem vindo.
      ___________
      Além do quê, ninguém tem do que reclamar depois dos teus dois últimos posts, ambos ótimos, como de costume. Esse sobre os sentimentos vai ser como, digamos, o morango do bolo (não gosto de cereja ¬¬).

  18. Grande Alan! Sou viciado em animes e mangás e creio que este é o primeiro personagem principal onde seus amigos ainda não tem fé completa em sua bondade e idealismo. Lembro de DBZ, Yuyu Hakusho e Shurato e a essa altura o herói já tinha a confiança de seus principais companheiros. O que não ocorre aqui – e é isso, talvez, que mantenha o interesse (tipo, o que acontecerá?). Acho que o maior paralelo que podemos ter para Naruto x Sasuke é Shurato: a relação entre Gae e Shurato é amigável no início, hostil durante quase toda a série – onde Gae comete várias atrocidades e mergulha no mal – até que no fim ele se regenera, mas paga um preço caro demais – justo até – com a vida, salvando Shurato. É uma boa possibilidade de ocorrer com o Sasuke.

  19. PERFEITO!
    Alguem, enfim, conseguiu falar, claramente, a real e verdadeira ESSENCIA do manga Naruto.

    É esse idealismo que o manga se baseia. E se você é uma pessoal que o lê unicamente pela porradaria e quer ver Naruto agindo como “Macho” e matando Sasuke a sangue frio, infelizmente tenho que lhe dizer que isso jamais ocorrerá!

    Na verdade é algo sem nexo.
    Esse tópico explica a ESSENCIA do manga todo e quem lê Naruto ja deveria ter isso em mente.

  20. Eu acho que o kishimoto evoluiu muito os seus traços, para melhor…
    eu acho que as personagens e os ambientes não podiam estar melhor desenhados..

    quanto à mensagem eu concordo contigo. acho que no final o Naruto vai conseguir fazer com que o seu AMIGO volte para o lado bom, para a sua família, os seus amigos, a sua vila, a sua Casa.

    eu também concordo com o JONNY_LOL se há alguém que lê Naruto pela porrada ta a ler a Manga errada.
    no final Naruto não o vai matar mas sim salvar..

  21. Oh!O

  22. Oh!O Sasuke ta lindo na foto la encima e no manga fofuh!

  23. cara o traço muda isso e fato porque desenhista sempre esta em busca de evoluir o seu traço

    eu desenho e sei disso meu traço de dois anos atras e muuuito diferente de hoje

    voce dificilmente ira ver um manga longo com o mesmo traço isso e quase impossivel

    nao q o traço vai mudar de um geito q pareça outro autor q tenha desenhado mas evoluira de um geito q seu traço nao se perda evolua creça dragon ball e a prova o traço de goku pequeno era muito legal mas na fase Z o traço evolui de um geito q voce ve de cara a melhora sem perder o toque do traço do mestre toriyama
    ta ai pessoal kishimoto evoluiu o traço pra melhor nao critiquem ele ; ele evolui creceu

    fora q se tah reclamando faz melhor rsrs brincadeirinha_!!!!

    ;P

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: