Taijutsu de Lee Parte 2 (raio)

taijutsu-de-lee-raio.jpg

Posto agora a segunda parte falando sobre o Taijutsu de Rock Lee. Pra quem não leu a primeira parte, clique aqui. Como eu havia dito antes, Lee tem, basicamente, 2 tipos de Taijutsu, o estilo água e o estilo raio. Mais à frente, ainda há um terceiro estilo desencadeado por uma situação especial. Nesse post, vou falar sobre o estilo raio. Veja esse video:

Logo que Lee tem permissão para tirar os pesos de suas pernas, ele libera seu potencial para velocidade. A Lótus secundária, então, é aberta. Em sua velocidade máxima, Lee utiliza-se de um estilo de movimentação de Raio. Trata-se de uma movimentação incrivelmente rápida, com precisão e força absurdas. Nada mais do seu outro estilo de luta resta. A continuidade nos golpes também se quebra.

lee-se-prepara-para-socar-gaara.jpg

Notem agora que Lee precisa de impulso para dar seus golpes rápidos e poderosos. Óbvio que esse impulso é tomado com tanta velocidade que nem parece impulso, parece o golpe em si, mas ele, automaticamente, se diferencia do estilo anterior. Com o estilo água Lee podia desferir seus golpes em sequência, emendando um com o outro, em uma suscetiva cadeia de golpes, já poderosos contra humanos comuns. Agora, ele dá golpes que podem derrubar bois, com mais de cinco vezes mais velocidade.

soco-de-lee-atravessa-areia-1.jpg

O resultado é imediato, e o primeiro golpe de Rock Lee já consegue atravessar a defesa de Gaara. Isso porque, se analisarmos a defesa de Gaara da mesma forma como eu analiso o estilo de luta, ela se encaixa em uma defesa do estilo água, mesmo sendo feita de areia. E água (Lee) contra água (Gaara) dá um embate onde o mais forte ganha. Muito simples, porém, se quiser ferir água, aquecê-la, evapora-la instantaneamente, lance um raio nela. E esse novo ataque de Rock Lee é muito mais eficaz agora.

chute-de-lee-atravessa-areia.jpg

soco-de-lee-atravessa-areia-2.jpg

soco-de-lee-atravessa-areia-3.jpg

O problema é que, mesmo sendo muito preciso, existem obstáculos que, se colocados na frente do raio imediatamente antes dele chocar-se com o chão conseguem desviá-lo como um para raio. Por isso ainda é difícil para Rock Lee acertar Gaara em cheio, pois a areia, mesmo sendo penetrada, conseguia desviar ou atrasar seus golpes, o suficiente para impedir o dano. Mas essa característica diminui à medida que a velocidade do raio aumenta.

chute-de-lee-acerta-gaara.jpg

Logo que Rock Lee ganha reforço emocional de seu sensei ele consegue acertar Gaara. Muito mais veloz que esteve durante toda a luta até então, Lee consegue ferir a armadura especial de areia de Gaara. Com isso ele atinge o ápice da velocidade da lótus secundária, e mantém essa velocidade por mais alguns instantes.

inicio-do-omote-renge.jpg

fim-do-omote-renge.jpg

No post anterior, sobre o estilo de água de Lee, eu havia descrito a Lótus secundária como o estilo água. Pois ela também se encaixa no estilo raio. Os chutes em sequência são extremamente rápidos, o tempo que demora para dois corpos elevarem-se ao ar com um impulso do chão (pois Rock Lee não voa, apenas salta alto). Além de ser rápido é poderoso e preciso, exatamente como o estilo do raio. E não podemos negar o quanto o golpe final também possui a caracterização de um poderoso raio despejando-se sobre o chão.

Porém, com esse estilo, Lee podia alcançar ainda mais velocidade, e se caracterizar ainda mais dentro dele. Quando ele abre a lótus primária e, assim, consegue o ápice de sua velocidade como um todo. Rock Lee encontra, então, os seus limites, mas não sem antes bater muito no oponente.

lee-rebatendo-gaara.jpg

Nessa velocidade Lee consegue se mover mais rápido que um corpo que ele mesmo arremessou. Sua movimentação supera sua força. Mas, por mais que pensemos que ele faz sequências de golpes, como acontecia com o estilo água, não é isso que acontece. Cada golpe dele lança o oponente para longe, e ele tem que refazer seus movimentos para acertar o inimigo novamente. Com isso, ele não faz sequência, apenas bate, corre e bate novamente, em uma velocidade incrível.

soco-de-impacto-de-lee-contra-gaara.jpg

Cada golpe de Lee provoca ondas de impácto, e faz estrondos semelhantes a trovões.

soco-de-grande-impacto-em-gaara.jpg

Nenhum rio, lago ou oceano consegue manter-se calmo e estável diante de uma tempestade de raios poderosos.

ura-renge.jpg

E o golpe final de Lee, com o 5º portão aberto, fecha com chave de outro sua série de ataques. Já não há mais dúvida sobre como se pode associar seu ataque ao do raio. Lee poderia ter vencido Gaara. Foi uma pena que, mesmo a defesa de Gaara sendo caracterizada pelo estilo água, ainda assim, era muito mais poderosa que o ataque de Lee. Podemos dizer que toda a tempestade de Raios de Lee não conseguiu dissipar toda a imensidão de água de um oceano.

Anúncios

~ por Alan Flamer em 28/01/2008.

35 Respostas to “Taijutsu de Lee Parte 2 (raio)”

  1. Fala giovanna ou devo dizer ” É Divino lá lá lá “

  2. Kkkkkkkkkk ñ teve graça. Tá um pouco 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: